domingo, abril 19, 2009

Academia Brasileira de Literatura de Cordel





Ontem, dia 18 de Abril de 2009 foi uma data muito importante para mim. Tomei posse da cadeira número três da ABLC-Academia Brasileira de Literatura de Cordel. Esta cadeira tem como patrono o genial poeta Firmino Teixeira do Amaral, que por sinal é autor de um dos folhetos mais famosos de toda a história do cordel: A peleja do cego Aderaldo com Zé Pretinho de Tucum.

Muita gente diz que esta história de se tornar acadêmico é pura vaidade e eu mesmo, confesso, já pensei desta forma. Hoje, conhecendo de perto o importante trabalho da ABLC, sinto um orgulho imenso em participar das reuniões plenárias mensais em sua sede, no aprazível bairro de Santa Teresa, Rio de Janeiro. É um espaço importante para se conhecer os trabalhos recentes dos cordelistas e discutir temas ligados à preservação e a divulgação da literatura de cordel.

O discurso de minha apresentação foi proferido por um amigo de mais de duas décadas: José Jardim de Barros Júnior. Um discurso que a todos emocionou, pelas lembranças da juventude e pelo resumo da minha trajetória artística e literária. A seguir, fiz uma breve apresentação sobre o patrono de minha cadeira e descorri sobre temas ligados à importância da literatura de cordel na educação dos jovens e sua aproximação com a literatura infanto-juvenil.

Ao final da cerimônia, muita descontração, com toques de viola, salgadinhos, bolo, cerveja e guaraná. E vocês, se tiverem tempo, não deixem de visitar o site da ABLC. É um espaço dinâmico, com muitas informações importantes para quem deseja conhecer mais sobre o cordel.

Bem, e agora que me tornei imortal, vou poder atravessar a rua sem olhar para os lados, comer croquete de botequim, montar em touro bravo, entrar em jaula de leão...rsrs.

Sem perigo...

Nas fotos:
1.O medalhão da academia
2. Fábio Sombra e José Jardim
3.A entrega do medalhão feita pelo presidente da ABLC: poeta Gonçalo Ferreira da Silva.

2 comentários:

Lenir Araujo Silva disse...

Você esqueceu de algo importante...
Tapete voador!!!
Quão importante,heim?
Fico felizzzzzzzzzzz... por vc e por nós leitores x admiradores!

Andrea Toledo disse...

Mas é muito chique este meu amigo vioreiro mesmo, né?! Estou muito orgulhosa e toda toda por ter um amigo imortal.
Beijão e parabéns pela conquista, você merece.
Andrea